Marketing Digital para indústrias.

Um dos setores mais tradicionais do mercado, a indústria ainda enfrenta uma certa resistência para implementação de uma estratégia digital.

O setor industrial é um dos mais tradicionais do mercado, e muitas industrias ainda se baseiam em estratégias básicas na comunicação com a sua base de clientes e na prospecção de novos. Talvez pelo foco deste mercado ser o B2B, tenha-se este pensamento equivocado de que o marketing digital não é necessário e nem eficiente para este público, e que as estratégias baseadas em indicação (boca-a-boca) e no contato mais direto via e-mail e apresentações pessoais sejam o suficiente.


De fato, este modelo estratégico mais tradicional pode ser suficiente para aquelas industrias que não estão preocupadas com a dependência de indicação, mas para quem não quer contar somente com este canal e planeja crescer sua carteira de clientes para além disso, o marketing digital oferece as ferramentas necessárias para uma estratégia solidificada de prospecção. Entenda melhor como ela funciona:


Ferramentas para uma estratégia digital

O marketing digital, como o próprio nome já diz, é uma forma de promover determinada empresa, prospectar clientes e se posicionar no mercado digital, passando a ficar visível e se tornando relevante nos mecanismos de busca, redes sociais e outras localidades da web. Diferente do marketing tradicional focado em mídia off-line, as estratégias digitais são otimizadas para atingir um público alvo especifico.


Se pensarmos no marketing digital como uma máquina, fica mais fácil de visualizar todo o processo estratégico de aquisição, relacionamento, conversão e retenção, e compreender a importâncias de determinadas ferramentas utilizadas com o objetivo de gerar vendas, conheça as principais:


  • Página de vendas: Podemos considerar a página de vendas a embalagem de um produto, é nela que irá conter todas as informações relevantes de convencimento. Aqui o design também é importante, o lead precisa ser conquistado pela leitura das informações e pela estética ali apresentada.


  • Anúncios Google: O Google é a ponte que vai conectar o cliente a sua página, afinal, de nada adianta uma página bonita e repleta de informações se ninguém consegue chegar até ela. A forma mais eficiente de se fazer isso é através dos anúncios no Google, onde a pesquisa é mais direta e específica, e consequentemente as chances de conversão são mais altas, já que a tendência é o Google mostrar ao usuário exatamente aquilo que ele está procurando.


  • Anúncios nas Redes Sociais: No Google o usuário te encontra através de uma busca especifica, já nas redes sociais, o seu anúncio aparece com base no perfil e no comportamento dos usuários. Um usuário que segue muitas contas no setor industrial por exemplo, provavelmente receba diariamente em seu feed diversos anúncios sobre outras empresas neste mesmo setor. O apelo nos anúncios das redes sociais é muito visual, aqui o objetivo é chamar a atenção e despertar interesse no usuário qualificado.


  • Criação de conteúdo: A criação de conteúdo faz parte do relacionamento com o seu cliente, então não confunda anúncios em redes sociais, com conteúdo para redes sociais. Enquanto o primeiro é muito focado na venda direta e conversão imediata, o segundo é focado no relacionamento, na impressão de marca, na construção de autoridade e no serviço de informação ao seu cliente. Embora o foco aqui não seja vender de imediato, a criação de conteúdo é extremamente importante para se manter relevante, afinal, ninguém tem prazer em seguir uma conta que só posta conteúdo de panfletagem, querendo vender desesperadamente a todo momento.


  • E-mail Marketing: O e-mail marketing também faz parte da estratégia de relacionamento e tende ser muito eficiente no B2B para prospecção e principalmente para a retenção da sua carteira de clientes.


  • Formulário de conversão: Essa ferramenta fica geralmente hospedada dentro de uma página de vendas, e é indispensável na estratégia digital. Através do formulário é feita a captura dos dados preenchidos, que serão utilizados no primeiro atendimento ao lead, e que mesmo o lead não convertendo, poderá ser armazenado e utilizado mais tarde em campanhas para lembra-lo do seu produto ou serviço, numa nova tentativa planejada de faze-lo converter.


  • CRM: É preciso ter um controle e um local de armazenamento de dados dos seus leads, e é aqui que o CRM entra. Através desta ferramenta é possível fazer uma gestão completa acerca do relacionamento com o seu cliente, e armazenar dados que são fundamentais para um melhor direcionamento dos anúncios e da estratégia de vendas como um todo.


Por que investir no digital?

Além de deixar de depender totalmente de indicação, o marketing digital é mais um poderoso canal de vendas para a sua indústria, ampliando as portas de entrada de novos clientes, afinal, com a digitalização a busca no Google se tornou um comportamento intuitivo até mesmo no mercado B2B. Se você está buscando algum serviço ou produto, é mais provável que você ligue para os seus amigos buscando indicações ou faça uma primeira busca na internet?


Não só vantajoso na prospecção de novos clientes, o marketing digital é efetivo também na impressão e fortalecimento da sua marca. Uma presença digital qualificada constrói autoridade, promove relacionamento e leva o nome da sua indústria para o mercado existente além das barreiras físicas da sua localidade. Não ter uma presença digital qualificado hoje em dia é um fator enfraquecedor para qualquer negócio, pois as pessoas buscam referencias de segurança na internet, se o seu negócio simplesmente não aparece ou está com os perfis desatualizados, toda a credibilidade é colocada em jogo.


Investir em marketing digital hoje em dia, deixou de ser uma opção e se tornou fundamental para quem busca crescer e se manter relevante no mercado. Muitas empresas que não investiam nada antes, sentiram o impacto do atraso digital no ápice da pandemia. Saiu na frente quem já se posicionava digitalmente e estava mais familiarizado com as ferramentas digitais. Infelizmente muitas empresas que dependiam dos canais mais tradicionais, acabaram tendo um maior impacto financeiro ou até mesmo fechando as portas.



Revolucione o processo de vendas da sua empresa!