Tendências para o Marketing Digital em 2023.

Mercado deve crescer ainda mais no próximo ano, veja quais são as tendências esperadas.

Numa crescente ano após ano, o marketing digital se tornou peça fundamental para qualquer empresa que queira aumentar suas vendas e se posicionar de forma relevante no mercado. O marketing digital é uma força que impacta não só nas vendas digitais, mas no reconhecimento da empresa como um todo, e já não existe mais uma separação que defina onde os benefícios das ações digitais refletem, para além das telas de computadores e smartphones, o impacto torna-se palpável e cada vez mais forte no mundo offline também.


Neste ano de 2022, notamos grandes tendências que chegaram para somar a estratégia digital, o conteúdo em vídeo foi a principal delas, seguida das experiências no Metaverso, que não decolou tanto quanto o esperado ainda, e das interações multiplataformas com as marcas. Para 2023, algumas dessas tendências seguem em crescente, e outras novas surgem com força, confira as principais:


Vídeos verticais.

Os conteúdos em vídeo devem continuar crescendo ainda mais no próximo ano. Em 2022 experimentamos grandes mudanças no Instagram para agregar uma melhor experiência nos vídeos verticais.


O público tem se mostrado cada vez mais interessado no consumo de vídeos, principalmente vídeos curtos, tendência herdada do TikTok. Isso deve continuar crescendo bastante no próximo ano, e é um formato a ser bastante explorado no marketing digital, seja para relação com o público, despertar consciência no consumidor ou efetivamente vender algum produto ou serviço.


Textos curtos.

Com os vídeos crescendo e ocupando cada vez mais espaço nas redes sociais, as legendas compridas estão ficando cada vez mais fora do radar de interesse dos usuários. Textos longos e compridos tendem a funcionar melhor em blogs, nas redes sociais este formato é cada vez menos validado pelo público, que tem preferido um conteúdo mais "fácil" e que não exija muito esforço para compreensão.


Este tipo de comportamento do usuário, ocorre devido a alta oferta de conteúdos nas redes sociais, a todo momento o usuário é bombardeado com fotos, vídeos e áudios que acabam sendo muito mais estimulantes do que textos.


Experiência Hibrida.

Após 2 anos de isolamento por conta da Covid-19 o público vem buscando mais proximidade com as experiências presenciais, mas ainda utilizando muito o online como ponte inicial de contato com determinada empresa.


Um exemplo prático da experiência hibrida, é o consumidor primeiramente pesquisar pela empresa no Google, decidir sobre determinado produto mas preferir ir até a empresa para conferir pessoalmente antes de se decidir pela compra.


Novas redes sociais.

O mercado de redes sociais deve se expandir em 2023, e novas plataformas devem ganhar o protagonismo e passar a fazer parte do cotidiano de determinados públicos específicos, como é o caso do BeReal, nova rede social de fotos que surgiu este ano e vem conquistando o público jovem.


O Twitter é outra rede social que promete grandes novidades para o próximo ano, com o intuito de atrair mais marcas e anúncios, pelo menos, está é parte da estratégia de Elon Musk, que recentemente fechou a compra da rede por mais de $44 bilhões de dólares.


Novas formas de anunciar.

Assim como novas redes sociais, há também novas plataformas de anúncio se fortalecendo no mercado, como é o caso da Amazon Ads e até mesmo da Netflix, que lançou uma nova modalidade de assinaturas que prevê a exibição de anúncios no meio de suas séries e filmes.


Com a popularização dessas plataformas, novas opções de anúncios além das convencionais começam a ficar mais interessantes para determinados públicos. O Google também anunciou uma nova modalidade de anúncios hibrido, onde sua configuração é feita de forma online mas sua exibição acontece nas ruas através de totens e outdoors digitais.


Marcas mais humanas.

A humanização das marcas é uma tendência que veio para ficar e deve ser ainda mais forte no próximo ano. O branding por trás de uma humanização visa a marca ser reconhecida para além dos seus serviços prestados e/ou produtos vendidos.


Responsabilidade social, visão de mundo, forma de comunicação e causas que a empresa defende, são alguns dos principais pontos a serem externados numa humanização.


Explicamos melhor o conceito por trás do conteúdo humanizado em um post aqui no blog, clique aqui para conferir.


Ficar de olho nas tendências do mercado digital é essencial para não perder grandes oportunidades de estar a frente dos seus concorrentes e posicionar a sua empresa como referência no nicho de atuação.



Revolucione o processo de vendas da sua empresa!