O que é Storytelling e o que isso tem a ver com as suas vendas?

Recurso é bastante utilizado por grandes marcas para gerar conexão com sua audiência.

Você pode até nunca ter ouvido falar sobre Storytelling, mas certamente já foi cativado(a) por este recurso extremamente usado por grandes marcas para gerar conexão com o seu público. O termo em inglês é a junção de "Story" que significa história e "Telling", contar - formando a nomeação do conceito que é bem autoexplicativo: Contar uma história.


Mas o que contar história tem a ver com a venda? Tudo! Pense em um comercial da Coca-Cola, em algum momento você já viu a marca anunciando "Compre Coca-Cola, o melhor refrigerante do mundo"? Claro que não! A Coca assim como muitas empresas vendem o seu produto através de uma história, e não simplesmente anunciando o que é o produto e o motivo pelo qual você deve comprar.


No Storytelling, a marca expõe o seu produto de maneira diferente, quase que em segundo plano. O que importa neste conceito é a história e em como ela vai cativar e se conectar com o seu público, para que assim ele lembre do seu produto ou serviço pela transformação que ele causa, e não pelo que ele é.


Ainda utilizando o exemplo da Coca-Cola, por conta do forte Storytelling da marca a maioria das pessoas compram o refrigerante pela tradição e pela conexão de bons momentos com a família em volta da mesa, pois é essa a mensagem que vem sendo passada pela comunicação da marca há muitos anos. Repare que você nem questiona se a Coca é o melhor refrigerante, o mais saboroso ou até mesmo o mais barato, você simplesmente compra sem pensar nessas questões.


A narrativa utilizada no Storytelling deve encantar o público e leva-lo a uma jornada emotiva, uma das estruturas mais utilizadas para a montagem dessa narrativa é a "jornada do herói", a clássica história do personagem que recebe um chamado para uma aventura épica, passa por momentos turbulentos, supera todos os obstáculos e finaliza como um grande herói da sua própria história. Vemos isso em filmes como "Harry Potter", "Homem-Aranha" e "Guerra nas Estrelas" e em comerciais famosos de marcas como Nike, Cacau-Show e da própria Coca-Cola.



Os princípios essenciais do Storytelling

O bom storytelling segue alguns princípios essenciais que compõe a narrativa de um produto ou serviço comercial, mas para ele funcionar a mensagem precisa ser fiel e estar de acordo com os princípios da empresa, indo de encontro com tudo aquilo que a marca acredita, prega e defende.

Identificação

A sua audiência precisa se identificar com a história que você está contando, por isso ela deve refletir minimamente a realidade do seu público-alvo, por mais que seja uma história pautada em um reino lúdico, como é o caso do comercial da Nike que utilizamos como exemplo acima.


Uma causa a ser defendida

Defender uma causa gera conexão com o público, mas não adianta escolher qualquer causa só para a criação de um storytelling, como falamos acima a causa deve ir de encontro com aquilo que a marca realmente acredita, sendo inclusive parte da cultura da empresa defender tal causa.


A marca de cervejas Amstel por exemplo, defende uma causa de inclusão social e utiliza suas plataformas em mídias televisivas, redes sociais e mídias offline para comunicar e reforçar seu posicionamento através do recurso de storytelling, onde a mensagem recebe mais destaque do que o produto em si.

Emoção

Além da identificação, a sua história precisa tocar as pessoas e gerar algum tipo de emoção. Geralmente a emoção está relacionada a algum tipo de dor do seu público, é aquela tocada na ferida que vai causar algum tipo de reação e fazer com que as pessoas lembrem da sua marca.


O canal de comunicação

Mostramos aqui vários exemplos de comunicação audiovisual, mas não necessariamente a sua história precisa ser contada em um vídeo. Claro que este recurso é muito poderoso, pois traz todo um impacto através das imagens, narração e trilha sonora, mas sua história pode ser contada de outras formas e em outros canais, como através de postagens nas redes sociais ou no próprio site da empresa.


Se o serviço que você presta transforma a vida das pessoas, você pode utilizar o depoimento delas como ferramenta de storytelling por exemplo, seja ele em vídeo, texto ou áudio.


Investir na história de transformação do seu produto ou serviço, é muito mais poderoso e gera melhores resultados do que ficar a todo tempo batendo na tecla do que é o seu produto e do porque as pessoas deveriam compra-lo. Além dessa abordagem não cativar as pessoas, ela não te destaca dos concorrentes e não agrega valor algum a sua marca.


Revolucione o processo de vendas da sua empresa!