O Twitter pode se tornar a próxima grande rede social rival do Facebook?

Com a venda do Twitter para Elon Musk, futuro da rede social é especulado e começa a preocupar concorrentes.

Na última semana a noticia de que Elon Musk havia se tornado o novo dono do Twitter, dominou os sites de notícias e as redes sociais. Após muita insistência, o bilionário finalmente conseguiu efetuar a compra da empresa pela bagatela de 44 bilhões de dólares. Afinal, quem é Elon Musk e por que ele quis tanto ser o novo dono da rede social do passarinho azul.


Elon é um empresário Sul-Africano que começou a ficar bastante conhecido após o sucesso da Tesla Motors, sua empresa de carros elétricos, que passou a ser objeto de desejo e virou uma verdadeira febre nos Estados Unidos. Mas sua grande notoriedade no cenário internacional, veio com o inicio dos lançamentos dos foguetes da Space X, empresa espacial que tem como grande objetivo criar uma civilização interplanetária, levando seres humanos para morar em Marte até o final de 2030.


Mas o que um empresário ligado ao desenvolvimento de tecnologias, foguetes e pesquisa, pode querer com a compra de uma rede social?


Não é de hoje que Musk tenta comprar o Twitter, ele inclusive utilizou a própria rede social diversas vezes para manifestar seu interesse na compra, da qual ele pretendia realizar para tornar o microblog um ambiente de debates mais livre e sem censura. Bom, a compra ele já conseguiu. O que vem agora?


No mesmo dia em que anunciava ao mundo a compra da rede social, Elon já demonstrou algumas intenções de mudanças no curto prazo. A primeira delas seria a autenticação de todos os usuários, para evitar perfis fakes e bots (robôs). Ele também pretende tornar o algoritmo da rede público, isso significa que os criadores de conteúdo saberiam exatamente o que fazer para alcançar mais engajamento, além da já anunciada atenuação na moderação da publicações, para tornar o Twitter uma rede social mais livre e sem censura.



O que é o Twitter hoje ?

Hoje o Twitter possui em média 345 milhões de usuários ativos, ficando atrás de outras redes como TikTok (com 755 milhões), Instagram (com 1.3 bilhões) e Facebook (com 2.1 bilhões). Ao contrário das suas concorrentes, o forte do Twitter é a escrita, por isso é considerado uma rede de microblog, onde o usuário pode postar conteúdos com até 280 caracteres – fotos e vídeos também são suportados, mas não são o foco da rede.


O que o Twitter pode se tornar ?

A intenção de Musk é crescer em usuários ativos e acirrar a concorrência entre o Twitter e as demais redes sociais em alta no momento (TikTok, Facebook e Instagram). É improvável que vídeos e fotos se tornem o novo foco da rede, mas certamente a sua interface deve sofrer alguns ajustes.


O grande trunfo do Twitter para o futuro, é valorizar as necessidades reais dos usuários e não as demandas dos investidores, como ocorre com o Facebook e Instagram, que tem capital aberto na bolsa de valores. Para isso, Musk pretende tornar o Twitter uma empresa de capital fechado, o que viabiliza a aplicação de mudanças radicais sem a necessidade de um conselho de aprovação com investidores.


Como mencionado anteriormente, o Twitter deve ter seu algoritmo publico e focar na garantia da liberdade de expressão, abrindo espaço para discussões mais polêmicas, que tem o seu alcance diminuído ou vetado nas demais redes sociais. Isso por si só, já tem despertado um interesse maior do público pelo Twitter, que nos últimos dias tem visto seu número de novos usuários crescer.


O Twitter pode mesmo se tornar a nova grande rede social rival do Facebook?

Difícil de prever, mas Elon entra para o universo das redes sociais para dar uma baita dor de cabeça em Mark Zuckerberg, fundador do Facebook que já não está em uma fase muito boa com suas redes sociais, e vem sofrendo diversas críticas por atualizações que tem piorado a experiência do usuário.


O fato é que o Twitter já é uma rede social muito forte de comunicação, e tem um poder gigantesco de informação, sendo utilizado inclusive como portal de comunicação pública de governos do mundo inteiro. O que Elon quer, é explorar ainda mais essa capacidade de comunicar e gerar discussões dentro de um ambiente livre, de acesso público e sem a presença de perfis fakes e bots. Se Musk obter sucesso em tudo que planeja, o Twitter pode sim ultrapassar o Instagram e se tornar um grande rival do Facebook dentro dos próximos anos.


Revolucione o processo de vendas da sua empresa!